Doce lembrança (especial)

Foto de Santa Teresinha

Terezinha de Manzatto (e de Jesus)

Oi irmã, sei que o nome correto não é o que está acima, mas simplesmente Terezinha Manzatto, Mas acabei de ver no calendário que o dia, hoje, 1° de outubro, é dia de Santa Terezinha do Menino Jesus. Sei também que hoje não tem muito a ver contigo, pois sua passagem por aqui foi como um anjo que flutua, passa, mas deixa marcas permanentes. Estou vendo aqui, querida irmã, que seu nascimento ocorreu no dia 5 de setembro de l944, e você se foi no dia 25 de setembro.foram só 20 dias por aqui, mas foi um tempo que você deixou marcas que, sei, são doces como seu olhar que nunca vi!

Sinto suas mãos, muitas vezes percorrendo meus olhos prá enxugar as lágrimas de saudade de quem nunca vi. Falamos de tanta gente por aqui, mas de repente percebi que seus olhos estão sempre aqui, lendo com mamãe e papai as coisas que este mundo de Deus nos permitiu ter. Na verdade, não sei se é este o jeito correto de dizer as coisas. Não sou lá tão letrado assim ou tão conhecedor das coisas deste mundo prá dizer o que ganhamos ou perdemos. Só sei que senti saudade de você. Curioso isso não? Saudade de quem nunca vi. Mas, queria que soubesse que, mesmo meus olhos não estando cheios de sua presença, sinto meu coração batendo ao compasso do seu.

Sei que seus 20 dias por aqui foram recheados de saudade nos corações de papai e mamãe. Eles sempre falaram de você e sei que você sempre soube disso. Afinal, quem está aí olhando e vigiando todos nós? Primeiro você, depois mamãe e, em seguida papai. Engraçado eu dizer papai e mamãe, não apenas pai e mãe. Afinal, nos meus quase 59 anos de idade, fica meio estranho dizer papai… mamãe… Mas… como me referir a eles falando com você? Com seus 20 dias vividos apenas?

Sabe que tenho saudade dos tempos em que corria até a goiabeira, lá no fundo do quintal – e você conhece todas as minhas histórias de goiabeira não? – só prá saborear a fruta, mas imaginar uma divisão contigo, de igual para igual? Mas eu sorria quando imaginava você me dizendo “come tudo, come minha parte, você gosta mais de goiaba do que eu…” E eu me divertia com o sabor da fruta e tentando imaginar seu olhar. Sei que se lembra das vezes que eu chorava lá na árvore, porque queria ver seus olhos, tocar sua mão, pedir que me carregasse no colo como – imagino – meus irmãos mais velhos gostaram de fazer quando eu era bem pequenininho. Talvez com a sua idade…

Terezinha: mamãe sempre foi devota desta santa que está aí ao seu lado e que te fez anja protetora destes que vieram depois de você por aqui. Diga prá ela que hoje, pela manhã, quando passava pelo jardim, encontrei uma rosa que ontem não era nem botão e que floriu assim… na rapidez de sua existência… Diga prá ela que senti seu perfume, mesmo sem nunca ter abraçado você… Diga prá ela que o vermelho da cor desta rosa não é de sangue, nem de dor, mas de uma saudade gostosa de sentir, principalmente quando o coração bate no compasso de seu sorrir.

Terezinha: deixa um abraço ai pros velhos. Fala prá eles que encontramos a turma de Valinhos, os filhos de Sebastião e que a gente se deliciou com um doce encontro não faz muitos dias. Claro que eu sei que eles estão vendo tudo e sabendo tudo daí de cima, mas diz que a saudade aqui embaixo faz brotar lágrimas nos olhos, mas que a gente vai se ajeitando por aqui. Sempre que possível, um mais perto do outro, outro mais perto do um. Só prá juntos somarmos aquilo que fomos e que buscamos ser.

Texto e imagem: Nelson Manzatto

Anúncios

5 Respostas to “Doce lembrança (especial)”

  1. fabiomanzatto Says:

    lindo texto tio, parabéns… essa tia que não conheci está orgulhosa…

    parabéns.

  2. Cristina De Lucca Says:

    Lindo texto, linda homenagem !!!! Parabéns, Nelson!

  3. toninho Says:

    Uau! Esse você foi descolar distante, hein, mano? Bela lembrança, lindo texto, e perfeito para o blog da família que faz presente os ausentes!
    Parabéns, mano! Bela oração!

    Ah! E a Terezinha de Lisieux, da foto, tem os pais, Louis e Zélie, beatificados. Como nós!!!

  4. Ana Maria Says:

    Que lindo texto Nelson, doces lebranças, parabéns.

  5. Alberto, Cássia e Maria Clara Says:

    Parabéns Nelson, belo texto, você conseguiu expressar muito bem o sentimento (que acho ser de todos) por nossa irmã mais velha !!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: